Cobras venenosas do Nordeste brasileiro

No Brasil, existem mais de 392 espécies de cobras, sendo que 63 espécies são consideradas peçonhentas. Muitas espécies de cobras do Brasil são venenosas, mas apenas duas famílias são consideradas peçonhentas, dado sua capacidade de inocular o veneno: Elapidae e Viparidae.                                                                                                                                                         Hoje, citarei as cobras venenosas que habitam no Nordeste brasileiro.

Jararaca-do-norte (Bothrops atrox)

bothrops-atrox_jararaca-do-norte-2_vanessa-gama_site-555x372                                 Ocorrência: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Roraima, Tocantins.  É a serpente mais abundante e a que causa mais acidentes na Amazônia. Apresenta grande porte, com as fêmeas podendo medir até 1,72 m de comprimento. Padrão de coloração varia consideravelmente, indo desde ao oliva, até o marrom ou amarelo. Os desenhos do corpo se localizam de forma dorso-lateral, com formato trapezoide ou retangular.

Jararaca-verde (Bothrops bilineatus)

jararaca_verde.jpg                       Ocorrência: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Mato Grosso, Espírito Santo, Rondônia, Roraima.            Arborícola, apresenta intensa cor verde com duas linhas amarelas ventrolaterais que percorrem o corpo, e geralmente tem 70 cm de comprimento, dificilmente ultrapassando 1 m. Não costuma ser abundante nos locais em que habita, apesar de serem relativamente fáceis de serem encontradas em alguns locais do Acre.

Jararaca-da-seca (Bothrops erythromelas)

seca.jpg                                                                       Ocorrência: Minas Gerais, Bahia, Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão, Piauí.                                                                                                                       Única espécie de jararaca da Caatinga. Não apresenta grande porte, tendo em média 54 cm de comprimento. Dorso amarronzado com desenhos triangulares e ventre amarelado.

Malha-de-sapo (Bothrops leucurus)

Resultado de imagem para bothrops leucurus                                Ocorrência:   Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Ceará.                                   É a serpente peçonhenta mais comum da Mata Atlântica do Nordeste. Atinge 1,2 m de comprimento em média, mas há registros de até 1,5 m. O desmatamento tem favorecido sua expansão territorial.

Caiçaca (Bothrops moojeni)

Resultado de imagem para caiçaca                                    Ocorrência:   Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Maranhão, Piauí.                                                                                                          É uma das principais serpentes peçonhentas do Cerrado, sendo de grande porte, atingindo até 1,6 m de comprimento. Apresenta a peculiaridade de dar o bote em posição vertical, diferente das outras jararacas, sendo considerada a espécie mais agressiva.                                      

Jararaca (Bothrops muriciensis)

Imagem relacionada                                               Ocorrência: Alagoas.                                                                                                                                         Espécie endêmica da Mata Atlântica nordestina, descrita em 2001.

Jararaca-pintada (Bothrops neuwiedi)

Resultado de imagem para Bothrops neuwiedi                                                         Ocorrência: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Goiás, Tocantins, Alagoas, Sergipe, Paraíba, Pernambuco, Ceará.                                                                                                                          Originalmente, era considerada uma espécie com ampla distribuição geográfica, com 12 subespécies. Uma revisão taxonômica em 2008 desmembrou esse “complexo específico”, reconhecendo 7 espécies novas a partir desse complexo. Não é uma espécie de grande porte, medindo em média entre 60 e 70 cm de comprimento.

Jararaca-tapete (Bothrops pirajai)

Resultado de imagem para jararaca tapete                                                                                    Ocorrência: Bahia, Minas Gerais.                                                                                                                  Serpente ameaçada de extinção endêmica do Brasil. Hábitos terrícolas, com porte relativamente grande, podendo atingir 137 cm de comprimento.

Cascavel (Crotalus durissus)

Resultado de imagem para cascavel                                           Ocorrência: Todo Brasil exceto o Acre.                                                                                                        Conhecida pelo chocalho na ponta da cauda (guizo), tendo no máximo 1,9 m de comprimento, sendo uma das serpentes venenosas mais temidas do mundo. É encontrada em todo o Brasil, ocorrendo preferencialmente em áreas abertas. O desmatamento aumentou consideravelmente sua distribuição geográfica.

Coral-verdadeira (Micrurus brasiliensis)

Resultado de imagem

Ocorrência: Bahia, Minas Gerais, Goiás, Tocantins.                                                                                A mais conhecida entre as especies de  cobras corais. Tricolor de médio porte medindo entre 65 e 81 cm, até 1,5 m de comprimento. Corpo vermelho com 11 a 14 tríades de anéis pretos, com cabeça banda vermelha e focinho branco. É uma espécie incluída no “complexo específico” de Micrurus frontalis.

 

Informações retiradas do site : http://www.wikipedia.com                                                           Imagens- Web

Escritor: Lucas Rocha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s